9 Perguntas esclarecedoras sobre a Adubação Líquida no solo

Adubação Líquida em Cobertura

Adubação Líquida em Cobertura

 

  1. O Adubo Líquido aplicado sobre a semente no plantio, provoca salinidade e pode afetar a germinação?

É conhecido o risco de salinidade por fontes de potássio na adubação de plantio,  que podem afetar a germinação das sementes. Em contato com a semente este é um fato conhecido e a dúvida é normal , uma vez que a recomendação é para jogar o Adubo Líquido sobre a semente. Por isso a Solotec trabalha com produtos formulados em concentrações testadas para não causar danos a semente. O produtor tem o ganho técnico de ter o adubo junto à semente, onde ocorre a maior eficiência de absorção. E tem a segurança de não provocar danos às sementes e não prejudicar o stand (número de plantas por área).

 

2. E se essas concentrações de potássio no sulco de plantio não forem suficientes para atender à necessidade da planta, segundo a recomendação técnica?

Se esta situação ocorrer, em função da recomendação da Análise de Solo, o produtor tem outras opções com a Adubação Líquida. A  Solotec comercializa fórmulas de adubo líquido que podem ser aplicadas em cobertura atendendo a recomendação técnica, como 15 00 15, ou 15 05 15  e outras. O produtor tem a conveniência de fazer a cobertura normal e necessária com Nitrogênio e também fornecer o Potássio, de acordo com a recomendação.

 

3. Quais as embalagens disponíveis para o Adubo Líquido de Solo?

O Adubo Líquido para o Solo é disponibilizado nas seguintes embalagens:

– caixas com 12 garrafas de 1 litro

– caixas com 4 bombas de 5 litros cada

– bombas de 20 litros

Observação: a Solotec está estudando com os fabricantes o fornecimento para grandes consumidores em contêiner de 1.000 litros.

 

4. Qual a experiência que os fabricantes que a Solotec representa  têm com Adubação Líquida  no Solo?

A Agranda Sementes representa fabricantes que trabalham com solução  completa de produtos para fertilização líquida via solo, com macro e micronutrientes. São fabricantes com reconhecida experiência no Brasil e países da América do Sul, em diversas culturas e solos diferentes. Também faz parte do desenvolvimento dos produtos o plantio lado-a-lado, ou seja, testes comparativos com o adubo sólido tradicional.

 

Adubação Líquida localizada no sulco de plantio

Adubação Líquida localizada no sulco de plantio

 

5. Quais as experiências com Adubação Líquida via Solo podem ser citadas fora do Brasil?

Muitos países têm adotado a Adubação Líquida via solo, pelas vantagens apresentadas em eficiência, operacionalidade, sustentabilidade ambiental e também pela diminuição dos custos do sistema agrícola. Há informações de que a Argentina já utiliza mais de 70% da sua adubação com líquidos no solo. Os EUA já são tradicionais neste hábito, junto com a Austrália. Mas é uma prática que está se generalizando em muitos países relevantes no agronegócio e, mais recentemente também no Brasil.

 

6. Quais as culturas que podem receber o Adubo Líquido no Solo?

Todas as culturas que utilizam a Adubação Sólida tradicional podem receber a Adubação Líquida no solo, com a mesma finalidade. Para mais detalhes sobre as várias culturas, consulte a Equipe Técnica da Agranda Sementes.

 

7. Quais os tipos de produtos que podem ser utilizados na mesma aplicação no Solo com Adubo Líquido?

Os agricultores têm aproveitado para aplicar vários produtos na mesma operação. Por exemplo, na soja, junto com os Inoculantes. Mas também na soja e outras culturas, são aplicados junto com inseticidas, nematicidas, enraizadores. O Adubo Líquido não tem incompatibilidade com esses produtos e, portanto, é uma grande facilidade para o produtor. Para produtos em que falta a experiência, há necessidade de se fazer os testes antes da mistura.

 

8. Em cobertura o Adubo Líquido é aproveitado pelas folhas ou pelo solo?  Há alguma recomendação específica para a operação de cobertura?

O aproveitamento principal é sempre pelo solo, mesmo sendo pulverizado sobre as plantas emergidas. A recomendação específica é com relação a aplicação de Nitrogênio, que deve obedecer a dosagem máxima de 15 litros / hectare. Por exemplo, no caso de uma recomendação de 20 litros / hectare, a orientação é que sejam feitas duas aplicações de 10 litros / hectare cada. Aproveitar sempre a aplicação de algum produto, como inseticida, para fazer a aplicação do adubo líquido junto e economizar uma aplicação.

 

 

9.  Se a Adubação Líquida tem tantas vantagens porque ainda não é uma prática generalizada no Brasil?

O uso da Adubação Líquida via Solo depende de equipamentos apropriados para aplicação, por isso em algumas culturas tem sido mais rápido e em outras menos. No café, por exemplo, já é um hábito com grandes vantagens operacionais, pois é aplicado junto com inseticidas através de pulverizador muito comum entre os cafeicultores. Em hortaliças a fertirrigação é um sistema natural para uso dos produtos, além dos equipamentos tradicionais para aplicação no solo. Nas culturas de grãos está aumentando bastante com a maior oferta de equipamentos para a aplicação. Na cana de açúcar também é uma tendência muito forte, pois há equipamentos disponíveis, em especial para a soqueira.

 

 

Aplicador de Inseticida para controle de Cupim em Cana que pode ser aplicar junto Adubo Líquido

Aplicador de Inseticida para controle de Cupim em Cana que pode aplicar junto Adubo Líquido

 

ATENÇÃO!

Temos várias ofertas de produtos em nossas Lojas, com ótimas condições para compra, como FRETE GRÁTIS e parcelamento no cartão de crédito. Visite-nos!

Agranda Sementes:

. sementes para todas as culturas

. adubos líquidos para solo

. produtos para Casa & Agro

www.agranda.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *